16 de setembro de 2014

FALTA DE PUDOR ENTRE OS EVANGELICOS

Antigamente era fácil identificar um cristão, pela simples noção de que a modéstia e o pudor eram marcas distintas entre mundanos e evangélicos, essa marca era mais distinta ainda entre pentecostais conservadores e evangélicos históricos.

Atualmente vivemos em uma crise identidade entre os evangélicos, a maioria dos grupos conservadores históricos decaíram, essa decadência aconteceu devido ao abandono de certos conceitos que eram considerados como vergonhosos, indecentes e acima de tudo muitos considerados como pecado.

Com relação as vestes, a crise parece ser bem mais extrema. O lema atual é liberdade,você ouve esse clamor por todos os lados dentro e fora da igreja: “não as restrições”, existe uma luta universal pelo liberalismo, uma tendência a aversão a santidade, ao pudor, ao respeito, e tudo o que tende a ser conservador. Ao invés dos evangélicos modernos sofrerem a vergonha por causa do evangelho, estão sendo uma vergonha para o evangelho. Destronaram JESUS CRISTO e colocaram no pedestal o deus Eros, e abraçaram o erotismo, a sensualidade, a luxuria e o glamour. Mulheres abandonaram as roupas longas e aderiram a moda da mini-saia, e saias fendidas, provocando a concupiscência alheia, e cultuando ao deus Eros, o deus do erotismo.

Os lideres por sua vez, abraçaram o pragmatismo, e corromperam os sentidos, pregando essa mesma libertinagem, a predominância entre pastores e lideres evangélicos, é que isso não é importante,porque “deus só quer o coração” e tornaram-se sacerdotes da corrupção moral, Judas profetizou sobre tais:
“Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” (Jd 1:4)

há na bíblia um principio que é universal: roupas como modelo para cobrir o corpo, e não para provocar a sensualidade. Roupas que provocam a sensualidade é próprio do mundo dominado por satanás e uma marca distinta da cultura pagã.

Então porque toda essa tendência para a imoralidade hoje? Primeiro porque os verdadeiros profetas estão silenciando, segundo porque a iniqüidade tem se multiplicado, terceiro porque a apostasia e os tempos difíceis preditos por Paulo estão ai diante de seus olhos.

Há nesse mundo duas culturas em contraste, a cultura da moda caracterizada por elementos celestiais, cristãos santificados cobrindo o corpo com vestes longas conforme podemos observar a partir das túnicas que DEUS fez para Adão e Eva, até a consumação das coisas, descritas no livro de apocalipse onde não somente o Senhor Jesus que é nosso modelo, tem vestes compridas, como também os santos salvos.
(Veja Apocalipse 1;13 e Apocalipse 6:11) em contraste, a outra cultura é tendenciosa, com características de Sodoma e Gomorra, com fortes traços de erotismo, sensualidade. O mundo de Sodoma era sexólatra, com tendências a todos os tipos de perversões, isso não era incomum nos tempos antigos, mas Sodoma e Gomorra se destacaram por ultrapassarem os limites da iniqüidade. Eu pergunto: onde vamos parar atualmente?